terça-feira, 24 de abril de 2012

Ex-alunos do Colégio regressam para falar da sua experiência universitária: 9 de maio, 15h30

   No próximo dia 9 de maio vai decorrer no auditório do CLF pelas 15h30, uma mostra universitária com Ex-alunos do Colégio que se disponibilizaram para falar sobre as suas experiências universitárias.
Pretende-se com estas breves apresentações e um espaço aberto a questões dar a conhecer características específicas de alguns cursos do ensino superior , possibilidades de projetos profissionais e desta forma cooperar na construção de projetos vocacionais dos alunos do ensino secundário.

   Não podemos deixar de nos sentir satisfeitos com a realização de uma iniciativa cuja idealização e dinamização é da responsabilidade de alunos que frequentaram o Colégio, e assim regressam para partilhar generosamente, com os seus colegas mais novos, as suas visões e experiências, em pequenas apresentações e conversas.

   Vemo-nos por lá!


   Direito – Inês Viterbo Ferreira, Universidade Católica do Porto

   Medicina – Pedro Reis Pereira, Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, UP

   Enfermagem – Cláudia Nunes Paupério, Escola Superior de Enfermagem do Porto

   Economia – Tatiana Gradil Madureira, Faculdade de Economia do Porto, UP

   Psicologia – Francisca Pereira, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, UP

   Arquitetura – Francisco Tavares Ascensão, Faculdade de Arquitetura, UP

   Engenharia Industrial e Gestão –  Filipa Alves Santos, Faculdade de Engenharia, UP

   Engenharia Mecânica – Rafael Delgado, Faculdade de Engenharia, UP

   Engenharia Eletrotécnica – João Ramos, Faculdade de Engenharia, UP

   Som e Imagem – João Almeida, Universidade Católica do Porto, José Diogo Magro, Universidade Católica do Porto

   Música/Piano Jazz – Catarina Sá Ribeiro, ESMAE

   Design de Comunicação - Joana Alves Santos e Ana Teresa Junqueiro, Escola Superior de Artes do Design

   Medicina Dentária – Manuel Sampaio, Faculdade de Medicina Dentária, UP

   Física – Raimundo Martins, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade de Coimbra

   Ciências Farmacêuticas – Maria Inês Oliveira, Faculdade de Farmácia, UP
   
    

segunda-feira, 23 de abril de 2012

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Zero Desperdício: ação para um futuro sustentável

   Foi hoje lançada a iniciativa Zero Desperdício, que pretende contribuir para a informação e sensibilização dos cidadãos para o desperdício. 


   Tendo em perspetiva um Desenvolvimento Sustentável, apenas diminuindo o consumo de recursos e a produção de resíduos poderemos interagir com a Natureza sem o 'fantasma' da rutura dos ecossistemas e, em último caso, da própria existência Humana.


   O Hino da iniciativa, com várias personalidades conhecidas:


 
   Para saber mais sobre o Zero Desperdício: missão, números, estabelecimentos aderentes (onde poderá consumir sabendo que as 'sobras' não serão simplesmente lançadas no lixo), entre outros.


   Alguns números para pensarmos:

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Bactérias dentro de nós: os prós

   
Bactérias: Um micromundo dentro de cada um (artigo publicado em Life&Style do jornal Público?

   É do conhecimento geral que existem seres vivos microscópicos designados por bactérias. A tendência é pensar nestes seres como prejudiciais, causadores de doenças ou responsáveis pela degradação de alimentos, por exemplo. Mas sendo tudo isto verdade, começamos hoje a perceber também a sua importância fundamental na protecção da nossa saúde.
   Na realidade, temos dentro do nosso tubo digestivo uma quantidade astronómica destes organismos. Estima-se que o número seja cerca de dez vezes superior ao número de células em cada um de nós, qualquer coisa como cem biliões de seres vivos!
   Curiosamente, todos nascemos com o nosso tubo digestivo livre de bactérias, mas logo após iniciarmos a amamentação, começamos a ser colonizados por aquelas que foram seleccionadas pela nossa mãe num processo admirável que leva cada microorganismo do seu intestino para o leite e depois para o bebé.
   Em pouco tempo formamos a nossa colónia numerosa, específica de cada indivíduo quase como uma impressão digital, mas que pode variar em função da nossa alimentação, sobretudo.
   O papel deste verdadeiro ecossistema que existe no nosso intestino é muito variado e reconhecemos-lhe uma importância cada vez maior. Tal como se fosse um órgão adicional, que evolui connosco há milhares de anos, as bactérias regulam o nosso sistema imune, ajudam a proteger-nos de doenças, equilibram o nosso metabolismo energético, auxiliam na digestão alguns alimentos e na absorção dos seus componentes e produzem mesmo nutrientes como a vitamina B12 , a biotina ou a vitamina K.
   Como já foi referido, a alimentação tem um papel decisivo na definição do tipo e número de bactérias que temos. Um dos componentes mais importantes é a fibra, um tipo de substância que não é por nós digerida mas que as bactérias conseguem utilizar como alimento, ajudando-as a dividir-se e a manter as suas importantes funções.
   Podemos encontrar fibra em quantidades apreciáveis na maioria dos produtos hortícolas como couves, brócolos, espinafres, cenouras, cebolas, grelos, beringelas ou espinafres. As frutas também podem ser boas fontes de fibra:maçãs, laranjas, ameixas, alperces, bananas, morangos ou framboesas são exemplos e a quantidade é maior se, quando possível, comermos as respectivas cascas. Os frutos gordos como nozes, avelãs ou amêndoas são excelentes fontes também, assim como a castanha. Com quantidades e tipos de fibra muito interessantes destacam-se igualmente as leguminosas que infelizmente tendemos a esquecer na nossa alimentação, mas que também pelo seu teor de fibra se tornam alimentos de alto valor nutricional. Fazem parte deste grupo o feijão, o grão, as lentilhas, as favas e até o tremoço. Por último, os cereais também podem ser excelentes fornecedores de fibra, mas para isso é necessário que optemos sempre por variedades integrais de pão, massas ou arroz, por exemplo.
   Existem ainda alimentos que, não contendo quantidades apreciáveis de fibra, podem modular o número e tipo de bactérias que temos no nosso organismo. São alimentos que têm na sua composição bactérias vivas e o exemplo mais conhecido será o do iogurte. A indústria alimentar tem investido um grande esforço de investigação na procura de alimentos deste tipo que possam ajudar em algumas doenças havendo já alguns casos específicos em que se verificaram benefícios.
   Estamos ainda longe de compreender na globalidade a fascinante interacção que temos com estes microorganismos e de que forma podemos racionalmente modificá-la em nosso proveito. Entretanto, o melhor será consumirmos uma alimentação rica em fibras e assim beneficiar ao máximo deste verdadeiro casamento para a vida.
Nuno Borges, Nutricionista e professor, Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação Universidade do Porto
nunoborges@fcna.up.pt


domingo, 1 de abril de 2012

Olimpíadas Biologia e Biotecnologia: Alunos do CLF apurados para 2ª eliminatória

   Foram divulgados os resultados da 1ª eliminatória da Olimpíada de Biologia do Secundário assim como das Olimpíadas de Biotecnologia: o Colégio Luso-Francês tem 9 alunos dos 17 que participaram na 1ª eliminatória da O. Biologia e 4 dos 8 alunos que participaram na O. Biotecnologia, a passarem para uma segunda eliminatória!

   Parabéns, em particular aos apurados na O. Biotecnologia: o Joaquim Polónia (10ºB), a Luísa Castro, o David Torres e a Sofia Ramos (alunos do 11º B), mas obviamente a todos os que participaram!

   É com muito agrado que temos um 'repetente' das Olimpíadas de Biologia a dar um passo importante (rumo a Cascais, Carlos?!), assim como um aluno do 10º Ano e 7 alunos do 11º Ano:


   Parabéns a todos os participantes! Um palavra de incentivo e de reconhecimento pelo esforço e dedicação à Biologia e Biotecnologia aos 'vencedores'!

     Até dia 17 de Abril (Biologia) e/ou 18 de Abril (Biotecnologia), datas da 2ª Eliminatória!

Dias Abertos de Ciência e Tecnologia (foto-reportagem)

   Mais fotografias dos Dias Abertos de Ciência e Tecnologia no CLF:

   No Laboratório:





    No 'Pavilhão de Ciência'

    Pelos corredores:



    No Café-Filosófico: